fbpx

Congregação das Irmãs Concepcionistas Missionárias do Ensino
Colégio Imaculada Conceição
Machado - MG

Endereço:

 

Rua Professor José Cândido, 238

Fone: (35) 3295-1168

CEP 37750-000 – Machado-MG

 

Breve histórico:

 

Em 1892, com mais três companheiras, Madre Carmen deu início à Congregação Concepcionista Missionária do Ensino, orientando-a para a educação da infância e da juventude e a vivência e propagação do amor e a devoção à Mãe de Jesus, no mistério de sua Conceição Imaculada. Viveu toda a sua vida a serviço da Igreja, na área da educação, educação esta como caminho de libertação, especialmente para a mulher, na época relegada a segundo plano, em sua formação. Após sua morte, em 25 de julho de 1911, aos poucos, a Congregação foi-se espalhando pelo mundo e hoje se encontra em vários países.

Em Machado Os Padres Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria (Claretianos), residentes em Pouso Alegre, pediram, na Espanha, à Superiora Geral das Religiosas Concepcionistas, a abertura de um colégio em terras brasileiras, na cidade de Machado. Começou, então, o movimento para proporcionar um colégio à cidade. E no dia 22 de julho de 1912, entravam pelas portas desta cidade, acompanhadas do padre Enrique Moné, sete Religiosas Concepcionistas do Ensino, muito jovens ainda, todas cheias de entusiasmo, cheia de temores. Machado foi a primeira fundação da Congregação fora de seu berço, a Espanha. Não sabiam a língua, não conheciam os costumes da terra. São elas: Madre Maria Hualde, delegada da Superiora Geral do Instituto; Madre Caridade Alonso, Superiora da Casa; Sor. Mercedes Dávila, Sor. Manuela Fauste, Sor. Adoración Gastón, Sor. Mariana Cuenca; e a Irmã Rosário Villalba. No dia 10 de fevereiro de 1924, colocou-se a pedra fundamental do colégio, em cerimônia solene, e no dia 17 de junho de 1925, inaugurou-o. No primeiro ano de sua estada em Machado, as Irmãs passaram fome.

O Cônego Dutra organizou muitas festividades nas fazendas e sítios, cujos resultados eram revertidos em benefício do Colégio das Concepcionistas, ora fundado, em fase de organização. Acompanhava sempre o Cônego Dutra um coroinha, Hugo Bressane de Araújo (mais tarde, bispo de Guaxupé). Até 1918, a vida foi dura demais: as alunas eram pouquíssimas, dificuldades de toda sorte, má alimentação e incompreensão de muitos. Com a situação difícil, a Madre Geral mandou que se fechasse o Colégio e fossem para as cidades vizinhas, Passos e Guaxupé, onde estavam começando novos colégios com bastante entusiasmo. Após manifestações de membros da sociedade machadense, o Colégio continuou. Já em 1919, havia 13 internas e 20 externas. A situação pouco a pouco foi melhorando. Durante 20 anos tiveram o ensino primário e complementar. Desde 1932, funciona como Escola Normal e em 1945, abriu-se ao seu lado o Curso Ginasial. Em 1998, o Colégio Imaculada caminhou pelo esforço de inovação com a implantação do Ensino Médio. Hoje, a missão concepcionista em terras machadenses conta com seis religiosas que atendem a parte administrativa, pedagógica e pastoral no Colégio. Sua sede provincial encontra-se em São Paulo e ocupa o cargo de Superiora Provincial uma fi lha da diocese, natural de Paraguaçu.

Em Guaxupé: 1914. Guaxupé acolheu as Irmãs levadas ali pelo entusiasmo de Dom Antônio Augusto de Assis, então bispo da Diocese de Pouso Alegre. Algumas Irmãs de Machado e outras que acabavam de chegar da Espanha formaram a primeira comunidade. Aos 8 de dezembro de 1915, foi inaugurado o segundo Colégio Concepcionista no Brasil, com toda solenidade, também chamado Imaculada Conceição. Em 1976, por questões financeiras, foi necessário o fechamento do Colégio Imaculada Conceição de Guaxupé. A Congregação doou à diocese o prédio, que funcionou como Seminário São José e, em 2009, foi todo restaurado, onde atualmente é a sede da Cúria Diocesana de Guaxupé.

Em Passos: Madre Maria Hualde, animada com a aceitação do povo de Guaxupé, começa a sonhar com uma nova fundação – outra semente se espalhando –, agora em Passos. Em 1917, no dia 20 de junho, chegaram a Passos as primeiras Religiosas Concepcionistas: Madre Maria Del Camino Hualde, Madre Mercedes D´Ávila, Madre Mariana Cuenca, Sóror Rafaela Peres Y Moriones e Irmã Rosa Alcaide, a convite do padre Eduardo de Oliveira Batista, para fundar o Colégio Imaculada Conceição. Numa sociedade predominantemente religiosa, típico traço da cultura mineira, as comunidades concepcionistas se destacam pela devoção mariana e pelos princípios ético-morais. Nesse sentido, a prática educativa das Religiosas Concepcionistas Missionárias do Ensino e seus educadores-colaboradores faz dos seus respectivos estabelecimentos escolas diferenciadas, com identidade própria, com uma educação de excelência e, sobretudo, com dedicação ao crescimento humano e espiritual de seus educandos.

Por Irmãs de Machado

 

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram